18.4 C
Caldas Novas
quarta-feira, 28 julho, 2021

Thermas dos Laranjais planeja aumentar capacidade para 30 mil visitantes por dia

Com nova área adquirida, além de aumentar a capacidade de visitantes, parque aquático Thermas dos Laranjais, em Olímpia, tem projetos de ampliação e novas atrações

Parque aquático mais visitado do Brasil e América Latina, com 1,84 milhão de visitantes em 2019, o Thermas dos Laranjais, em Olímpia/SP, planeja aumentar a capacidade de visitantes diários. Atualmente, essa capacidade está em 20 mil pessoas, o novo projeto irá aumentar para 30 mil.

Esses planos foram revelados pelo fundador e presidente do Thermas dos Laranjais, Benito Benatti, e o vice-presidente e arquiteto do parque aquático, Jorge Noronha, para o portal iFolha.

“Essas previsões, essas ampliações, estão acontecendo paulatinamente. Mesmo nessa época de crise, de pandemia, nós continuamos fazendo esse trabalho e preparando o terreno para que essa mudança ocorra, para que o Thermas dos Laranjais comece a voltar para o seu caminho normal”, disse o Benito Benatti.

“Desde o início, a gente projetou o Thermas dos Laranjais para 30 mil pessoas por dia. O foco ainda é esse, com essas ampliações a gente vai chegar nesses 30 mil dentro do parque. Hoje a autorização nossa é para 20 mil turistas”, contou o arquiteto Jorge Noronha.

Os diretores do Thermas do Laranjais contaram que o parque aquático adquiriu uma nova área de 30 alqueires, muito maior que a atual área de 10 alqueires. Com essa ampliação do espaço, além de aumentar a capacidade de ocupação, o Thermas planeja vários outros projetos.

“A área que a gente adquiriu é três vezes maior que o Thermas. Nós temos do outro lado do riacho 30 alqueires de terra. Mas o Thermas dos Laranjais ainda tem muito espaço a ser utilizado”, afirmou o arquiteto.

Entre os novos projetos detalhados à reportagem do iFolha, o fundador do Thermas, Benito Benatti, revelou a criação do Themas Social na novo terreno, com um salão social, piscinas cobertas, campo de futebol, quadras de tênis de areia e polivalentes. “Então vai liberar essas áreas internas do parque para que a gente possa criar e ampliar o nosso novo parque aquático”.

Em relação a novas atrações, os dois diretores confirmaram que o Thermas está desenvolvendo novos brinquedos, complexos de toboáguas maiores que o Lendário, mas não entraram em detalhes de como serão as novas atrações.

Centro Tecnológico

Outro projeto revelado por Benito Benatti e Jorge Noronha é a criação de um centro tecnológico de parques em Olímpia, que seria um distrito industrial em que empresas entrariam para desenvolver projetos específicos de atrações para a área de turismo e parque aquático. “Algo que não existe no Brasil”, disse o presidente do Thermas dos Laranjais.

A ideia do centro tecnológico veio da própria experiência do Thermas dos Laranjais em desenvolver e patentear suas próprias atrações, como a Montanha Russa Aquática e o Rio Selvagem.

“Como nós criamos no Thermas um grande laboratório, gostaríamos que fosse criado um grande laboratório para a cidade de Olímpia. Isso depende é claro do Poder Público, e eu tenho certeza que com o Fernando Cunha a gente vai conseguir esse centro Tecnológico para cidade e será um grande passo para o desenvolvimento do Turismo não só de Olímpia como do Brasil inteiro. Uma grande fábrica de fazer brinquedos”, afirmou Benito Benatti.

Complexo de toboáguas Lendário

Curtiu? Compartilhe!

Notícias Relacionadas

Hot Beach Parques & Resorts confirma ampliação de parque aquático

O parque aquático Hot Beach Olímpia terá mais três piscinas, expansão da área kids e mais uma praia com piscina de ondas Fábio Mendonça Visando...

Adibra apresenta nova diretora executiva

Com amplo know-how no turismo, Sara Souza cuidará da área comercial e do relacionamento com os associados A Associação das Empresas de Parques de Diversões...

Adibra investe em novas estratégias na área de Educação

Associação implementou um comitê para favorecer ações de treinamento e desenvolvimento no setor de parques de diversões Em um momento com tantas dificuldades econômicas e...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

×