29.3 C
Caldas Novas
quinta-feira, 26 novembro, 2020

Top Seller 2019: Captação de clientes é tema de painel

Gestores de empresas debatem o modelo de marketing para turismo compartilhado

Chegou a vez da captação de clientes ou marketing para turismo compartilhado ser debatida no Top Seller 2019. A RCI Brasil convidou para este painel o diretor da VCI, Marco Vargas; o diretor comercial da New Time Consultoria, Raimundo Pimenta; o sócio da VR4 Share, Ricardo Assunção; a gerente de marketing do diRoma Vacation Club, Thaiz Gomes; e o gerente de marketing do Exclusive Guest by GJP, Murillo Godoy.

Organizado pela RCI Brasil, o Top Seller Event é o principal evento destinado aos profissionais atuantes no mercado de tempo compartilhado e acontece neste ano nos dias 06 e 07 de novembro, no Wish Natal by GJP, em Natal/RN.

Marco Vargas

Marco Vargas lembrou que a captação de clientes é o primeiro aspecto na hora de implantar um projeto de turismo compartilhado em um destino. ‘’Temos que saber se tem público para assistir à apresentação na sala de vendas’’. Para ele, apesar do captador conviver com a pressão de colocar clientes nas salas de vendas, deve ter o cuidado com a marca da empresa.

Para Thaiz Gomes, exemplo é tudo. ‘’Os líderes e melhores captadores, consultores e supervisores devem ser o espelho para os novos profissionais. Se os lideres mentes, os novos talentos vão menti. Se há um supervisor consciente, toda a equipe vai trabalhar com a verdade’’.

Raimundo Pimenta pontuou que os captadores devem ter responsabilidade com verdade. ‘’Promotor de marketing deve ter brilho no olho e verdade. Temos que investir e valorizar os melhores e verdadeiros’’.

Ricardo Assunção lembrou que não é apenas o líder, mas a empresa também precisa ter uma política clara e também ser exemplo para os profissionais.

Como lidar com clientes que procuram brindes

Ricardo Assunção

De acordo com Ricardo Assunção, clientes que querem apenas brindes é uma preocupação muito grande para a VR4 Share, pois brindes significam mais custos da operação. ‘’O que procuramos é coletar todos os dados, para tentar burlar esses clientes que querem ganhar brindes’’.

Para Marco Vargas, para quem já assistiu alguma apresentação deve-se ter um argumento diferente. ‘’O que vai faz o cliente ir para a sala de vendas é a argumentação e não o brinde. Todas as empresas oferecem brindes. Há vários tipos de abordagem. O que vai ganhar é o argumento’’.

Para Raimundo Pimenta, o importante é levar os clientes para a sala, pois é isso que movimenta a operação. ‘’Acredito que todos os clientes vão pelo brindes e depois cria-se o interesse de conhecer os produtos’’.

Plano de carreira

Thaiz Gomes

Thaiz apontou que muitos profissionais da captação veem o marketing como porta de entrada para as vendas e outros já querem ficar com a captação. Ela disse que no diRoma há treinamentos e capacipatação para ambos os casos.

Diferenças da captação

De acordo com Thaiz, no diRoma há treinamentos para diferentes tipos de abordagens, dependendo do local – hotel, parque, rua, e acompanhamento da eficiência.

Ricardo Assunção afirmou que a captação de clientes na VR4 está sempre se reinventando, com treinamentos e acompanhamento com psicólogos. ‘’Acabamos com esse negócio de não levar problemas de casa para o trabalho, queremos escutar os profissionais, têm que estar felizes para trazer resultados e vendas’’.

Segundo Marco Vargas, no Hard Rock Hotel, há uma melhora nos processos e seleção. ‘’Para não contratar aquele tipo de captador que já passou por várias empresas’’, disse, além de apontar os diferentes treinamentos para captação.

Mini vac

De acordo com Thaiz, há cinco anos o diRoma trabalha com o mini vac. ‘’O principal produto do mini vac é a credibilidade. Para que o cliente consiga confiar na empresa e aceite o convite, tem que criar um relacionamento. Às vezes não é na primeira ligação nem na segunda, mas tem que tentar. O cliente já chega com a ideia que é VIP.  Temos uma eficiência de 65% de vendas. É um custo maior, mais a venda é mais certa’’.

Raimundo Pimenta

Para Raimundo Pimenta, o mini vac é um tipo de captação diferente. ‘’O captador fala com o casal. Já o atendente do mini vac fala com o marido ou esposa, e a decisão de assirtir a apresentaão é dos dois. Mas a experiência de usar o produto traz uma eficiência maior’’.

Ricardo Assunção conta que implantaram o mini vac me seus projetos da VR4 e tem alta eficiência. ‘’A captação do dia a dia não tem uma eficiente tão alta de vendas, mas coloca mais casal. Mas o resultado geral vem de um todo’’.

Acompanhe a programação do Top Seller Evento em nosso site e Instagram: https://www.instagram.com/turismo_compartilhado/?hl=pt-br

  • A Turismo Compartilhado cobre o Top Seller Event a convite da RCI Brasil.

Curtiu? Compartilhe!

Notícias Relacionadas

Executivos revelam verdades sobre cancelamentos de multipropriedade e timeshare no ADIT Share 2020

De acordo com painelistas, uma das medidas para reduzir os índices de distratos é mudar o processo de vendas Fábio Mendonça O cancelamento é o...

ADIT Share 2020 aponta tendências para o Turimso Compartilhado

Para painelistas, o sucesso do atual modelo de vendas impede que empresas desenvolvam novos produtos e inovações Qual o impacto deste momento de covid-19 para...

ADIT Share 2020 tem o pontapé incial

Seminário sobre negócios em multipropriedade e timeshare acontece de maneira híbrida (presencial e on-line) nos dias 26, 27 e 28, em Gramado No momento mais desafiador...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

×