20.9 C
Caldas Novas
terça-feira, 24 novembro, 2020

ADIT Invest 2019: Painel debate sustentabilidade para mercado de capitais e imobiliário


Empresários apontam várias vantagens, tangíveis e intangíveis, para companhias implementarem uma cultura sustentável


Atualmente, a tendência na gestão das empresas é conciliar os negócios, lucros e propósito, para gerar um desenvolvimento sustentável. Para debater se essas práticas são possíveis no mercado de capitais e imobiliário, a ADIT Brasil organizou o painel, durante o ADIT Invest,  ‘’Investimentos sustentáveis | A visão de investidores e gestores na busca por ativos que conciliem retorno e propósito’’, com participação de Vitor Bedetti, CEO da Integral BREI Real Estate; Carlos Eduardo Terepins, CEO da Nortis Incorporadora; e Luiz Henrique Pereira, sócio da Inovatech, como moderador.
Realizado em 06/08, em São Paulo,  o ADIT Invest é um seminário anual sobre Investimentos Imobiliários e Turísticos direcionado aos executivos de construtoras, incorporadoras, loteadoras, fundos de investimentos e private equity, instituições financeiras, redes hoteleiras, proprietários de terrenos, consultorias, escritórios de arquitetura, buscando geração de negócios, networking e troca de conhecimento entre esses players.
‘’Essa tema é muito importante, sustentabilidade não é abraçar árvores, mas pensar nos empreendimentos imobiliários para o futuro, sobre os recursos que teremos no futuro’’, iniciou o painel Luiz Henrique Pereira, da Inovatech.
Para Vitor Bedetti, o tema sustentabilidade já uma nova fronteira no exterior, mas no Brasil ainda está no começo. ‘’Mas um futuro promissor’’.
O executivo Integral BREI Real Estate explicou que uma das vantagens das empresas do ramo imobiliário terem certificações de sustentabilidade e que, além de todo aspecto sustentável, é ter acesso a novos investidores. ‘’São investidores normalmente com o bolso grande’’.
Apesar de serem poucas empresas do mercado de capitais e investidores que dão importância a certificações ambientais, Vitor Bedetti enfatizou que já acontece alguma mudança e, principalmente, é importante para ter acesso a investidores estrangeiros.
A Integral BREI Real Estate já emitiu R$ 15 milhões para empreendimentos sustentáveis e maioria desses investidores são do exterior.
Em relação as taxas das transações para empresas sustentáveis, Vitor Bedetti esclareceu que ainda não são mais baixas, mas em breve deverão ficar. ‘’O aumento de capital é melhor hoje, pois acessamos outros investidores’’.
Como ter essas certificações

Vitor Bedetti e Luiz Henrique Pereira citaram quatro certificações sustentáveis durante o painel, não apontando qual era melhor: Breen, Caspeen, Acqua e Leed. ‘’É importante que tenha uma certificação adequada ao contexto local’’, disse o sócio da Inovatech.
O CEO da Integral BREI Real Estate explicou que para ter essas certificações as empresas devem se adequar a certas normas, mudanças governamentais, alterando os preceitos, processos, além de que algumas certificações dependem também de investimentos sócias e não apenas ambientais.
‘’A obtenção do recurso é a consequência do histórico do que já vem sendo realizado na empresa’’, afirmou Vítor Bedetti.
Experiência da Incorporadora

O CEO da Nortis Incorporadora, Carlos Terepins, contou sua experiência para implementar em suas empresas a consciência da sustentabilidade e, consequentemente, ter retorno junto aos parceiros e clientes.
Quando Carlos Terepins estava em outra empresa do ramo de incorporação imobiliária, a Even, por volta de 2006 e 2007, com o desenvolvimento da companhia, havia muita abordagem de associações filantrópicas, até que eles resolveram implementar um programa estruturado de sustentabilidade e responsabilidade social.
‘’Percebi que sustentabilidade era muito mais ampla. É um aspecto social e até comportamental’’, afirmou o empresário.
Para conseguir implementar esse programa na Even, Carlos Terepins teve que convencer os acionistas da empresa da importância e do retorno para a companhia. ‘’No início foi dramático. Ter de conversar com diretores da companhia e fundos de investidores sobre sustentabilidade foi um processo muito complicado, destoava do lugar comum. Existia um desconhecimento e aversão para esse tipo de abordagem’’, contou o CEO da Nortis.
O executivo explicou que para um programa de sustentabilidade ser implementado com êxito na empresa, com todos os colaboradores também assumindo a causa, o engajamento deve ser total. ‘’Ou a alta direção assume com convicção, disciplina e competência ou não tem nenhuma chance de dar certo’’, disse. ‘’Se os colaboradores perceberem que aquilo não está na alma da empresa, o projeto não vinga’’.
A implementação na Even foi gradual, obedecendo um planejamento, para ir envolvendo os diferentes stakeholders.
‘’A sustentabilidade tem esse aspecto na construção civil de evitar desperdício de materiais, mas também há os aspectos mais intangíveis, como respeito com a comunidade e sociedade, e evitar qualquer desrespeito e discriminação’’, afirmou o empresário.
Retorno da sustentabilidade
O CEO da Nortis apontou que a sustentabilidade é uma forma de atrair novos consumidores, já que é um tema muito apreciado pelas novas gerações. Além de que empresas com programas e cultura de sustentabilidade ganham muito em conceito junto aos clientes. ‘’Eles se tornam mais tolerantes quando há um erro, percebem que aquilo foi um equívoco e não mau-caratismo’’.
Outros pontos citados por Carlos Terepins entre as vantagens da cultura sustentável nas empresas é a atração e fidelização de talentos, especialmente os millenials; e também uma seleção mais forte dos parceiros e fornecedores, pois as empresas parceiras também devem seguir certos princípios, normas e ter processos corretos.

  • A Revista Turismo Compartilhado cobriu o ADIT Invest a convite da ADIT Brasil.

Curtiu? Compartilhe!

Notícias Relacionadas

ADIT Share define programação e painelistas

Seminário para debater os modelos de multipropriedade e timeshare acontece em Gramado, nos dias 26, 27 e 28 de novembro A 8ª edição do ADIT...

Desemprego no Brasil??? Falta mão de obra para segmento de propriedade compartilhada

Empresas deste mercado continuam gerando empregos mesmo durante crise da pandemia Fábio Mendonça Na contramão da economia do país, a propriedade compartilhada, segmento do turismo...

RCI confirma realização do Top Seller Event 2020

Totalmente online, pela primeira vez, evento será realizado em agenda integrada com o LASOS 2020 Dois eventos importantes da América Latina para a Indústria...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

×