Projeto terá resort no sistema de multipropriedade e parque aquático 

A cidade Andradina/SP, a cerca de 600 km de São Paulo, ganhará um complexo turístico completo, em que contará com resort no sistema de multipropriedade e parque aquático, desenvolvendo o destino para atrair mais visitantes. 

Com um investimento de R$ 500 milhões, o complexo é desenvolvido pelo empresário Mário Celso Lopes, o Acqualinda contará com grandes atrações como: montanha-russa aquática de 380 metros de comprimento; um vulcão de 46 metros; rio lento com mil metros de extensão; 30 toboáguas, dentro eles o Kamikaze, o Vortex e o Boomerang; e complexo kids e infantil.

O arquiteto do projeto, Carlos Mauad, explicou para o portal Hoje Mais, sobre o master plan do projeto e, principalmente, do desenvolvimento do resort de multipropriedade do Acqualinda, o Vilas do Mediterrâneo, com mais de 2 mil leitos.

‘’Vilas do Mediterrâneo é um conjunto composto por 3 condomínios, chamados de Vilas, serão comercializados no conceito de multipropriedades com serviço de hotelaria, e implantados na orla de uma imensa piscina com 30.000 m² de lâmina d’água, denominado por Gran Lagoon, com 3 praias e poderá ser utilizado para banhos e prática de esportes náuticos. Cada condomínio tem sua própria estrutura hoteleira, e de lazer com uma praia de areia natural exclusiva. São 2 configurações de apartamentos: com um dormitório, dois banheiros, copa, sala com sofá cama e varanda; com dois dormitórios, dois banheiros, copa, sala com sofá cama e varanda. Os apartamentos do térreo, considerados neste os mais valorizados, terão além de sua varanda, um deck palafitado sobre o Gran Lagoon e acesso direto a este. As Vilas do Gran Lagoon foram batizadas por: Vila Costa Brava; Vila Riviera Francesa; Vila Riviera Italiana; e por último, isolada das outras e implantada em forma de palafitas, as Maldivas. Todos os condôminos do Gran Lagoon terão acesso exclusivo ao Parque Aquático”, detalhou o projeto Carlos Mauad.