Segundo a companhia, ‘’esses empregos não são necessários no momento’’

Após ter seus parques e resorts com operações suspensas por conta da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a Walt Disney Company anunciou que irá dispensar alguns colaboradores temporariamente até reabrir seus complexos.

‘’ A pandemia do COVID-19 está tendo um impacto devastador em nosso mundo com sofrimentos e perdas incalculáveis, e exigiu que todos nós fizéssemos sacrifícios ”, afirmou a Disney em comunicado. “Nas últimas semanas, decretos obrigatórios do governo fecharam a maioria de nossos negócios.”

Empregando mais de 200.000 colaboradores, a Disney não informou quantos pessoas serão dispensadas nem quais departamentos serão afetados. Essa medida tem início no dia 19/04, e os colaboradores dispensados receberão os benefícios de assistência médica e as premiações da Disney.

“Sem indicação clara de quando podemos reiniciar nossos negócios, somos forçados a tomar a difícil decisão de dispensar funcionários cujos empregos não são necessários no momento’’, diz o comunicado 

Todos os trabalhadores afetados permanecerão funcionários da Disney durante o período da licença, além de terem direito de receber US$ 600 por semana (cerca de R$ 3.100) em compensação federal, através da conta de estímulo econômico de US $ 2 trilhões, além do seguro de desemprego do estado. 

A empresa também anunciou que os principais executivos da Disney aceitaram reduzir os seus salários.