• Por Milton Filho, arquiteto e urbanista da MFDC Arquitetura & Design

Design Biofílico, é um termo originado do conceito de Biofilia, que é o amor pela vida, pela natureza. O Design Biofílico é incorporar a natureza dentro dos ambientes construídos, trazer vida para dentro das construções, como plantas, luz natural, ventilação natural e água; mas também podemos trazer uma natureza não viva para os ambientes, que geram uma percepção natural, com elementos que remetam a natureza, como quadros verdes, papéis de parede de folhagem, tatuagem de parede em formato de elementos naturais.


Quais os benefícios que o design biofílico pode agregar a arquitetura? Um estudo desenvolvido pela Interface, publicado como Humanspace, O Impacto global do design biofílico no ambiente de trabalho, apresenta dados incríveis de como o design biofílico pode agregar valor, aumentando o bem estar, a produtividade, a criatividade, e também medidas de felicidade, como entusiasmo, motivação e o quanto a natureza pode provocar emoções positivas. Um terço dos entrevistados, ou seja 33%, dizem que o design do escritório afetaria sua decisão de trabalhar em uma empresa. Um outro estudo americano mostra que os compradores valorizam 9,2% mais produtos que estão sendo vendidos em ambientes com conceito biofílico.


A única maneira que o ser humano tem de se conectar com sua essência é através da natureza; atividades como ficar descalço na grama, caminhando dentro de um bosque, em contato direto com elementos naturais; e esses momentos são escassos no dia a dia das pessoas, principalmente nos grandes centros urbanos; então nos momentos de lazer e férias, as pessoas estão sedentas por ambientes naturais, por isso a importância de inserir o conceito de design biofílico nos projetos de arquitetura de empreendimentos de hotelaria e multipropriedades.


Então vamos falar um pouco da aplicabilidade desse conceito:


O primeiro elemento a ser identificado em um projeto com caráter de férias são as visuais, ou seja a paisagem do entorno, porque uma janela, não é apenas uma ventilação e iluminação, ela pode ser a extensão de um ambiente, ou funcionar como um quadro vivo, se temos o mar, o rio, a serra, ou o bosque, esses são elementos definidores do projeto de arquitetura, que vai se iniciar a partir dessas condicionantes e determinar o conceito do projeto.
A partir do estudo do entorno, um segundo ponto é trazer a natureza ou a paisagem do entorno para dentro do edifício, mesmo estando em um ambiente construído, podemos gerar percepções e experiências nos usuários mais próximas possíveis dos ambientes naturais; mas para isso é necessário grande estudo, pesquisa e conhecimento nas aplicações. Por exemplo, as plantas internas precisam atender a características especificas de controle solar, água, etc, a iluminação natural precisa ser controlada, para ter uma eficiência na climatização desejada.


Dentro dos quartos temos vários desafios. Um deles é conseguir uma vista privilegiada na maioria das unidades, e como trazer um pouco do ambiente natural externo para dentro do quarto? O hóspede quer ter as experiências durante o dia tendo o maior contato possível com a natureza, mas a noite, ele quer um ambiente controlado, um banho quente em um bom chuveiro ou banheira, uma boa cama, com enxoval de 300 fios, ar condicionado, Tv full hd, e a internet de alta velocidade. Mas ainda assim, como oferecer uma experiência ligada a natureza dentro do apartamento? Pode sim ter alguns elementos naturais, que exijam poucos cuidados, e elementos não naturais, como os papéis de parede de folhagem verde, as tatuagens de parede em formato de vegetação, algumas estampas em almofadas, poltronas, etc, que remetem a natureza.


Enfim, criar um empreendimento, onde o conceito seja a partir da natureza, inserindo os princípios de design biofílico, seja ele natural ou não natural, mas que os hóspedes tenham a percepção de estar indo de encontro com a essência humana, provocando emoções positivas, bem-estar e felicidade.

  • Milton Filho é arquiteto e urbanista, sócio da MFDC Arquitetura & Design, com mais de 10 anos de experiência em Arquitetura e Construção Civil, possui MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas, no segmento de turismo e hotelaria atuou por seis anos na Aviva Algar FLC, como coordenador de projetos, gerenciando todo o Portfólio da área de Projetos e Implantação.

Please follow and like us: