Alex Leite apresentou como o segmento de turismo pode utilizar as novas tecnologias

Vendas pela internet, inovação, tendências. Essas são palavras que qualquer empresário escuta muito. Mas como alcançar essas palavras? Como inserir no setor de turismo? Como utilizar vendas online para turismo compartilhado? Para responder essas questões, o Top Seller Event 2019 teve a palestra ‘’Turismo 4.0 – Transformação digital e vendas na área do Turismo’’, com Alex Leite, diretor da Live University.

Organizado pela RCI Brasil, o Top Seller Event é o principal evento destinado aos profissionais atuantes no mercado de tempo compartilhado e acontece neste ano nos dias 06 e 07 de novembro, no Wish Natal by GJP, em Natal/RN.

‘’Estamos saindo da Era Industrial. Será que hoje estarei falando de futurologia? Não, tudo que vou falar para vocês hoje já está acontecendo em algum lugar do mundo. Isso é realidade’’, iniciou a palestra Alex Leite

O palestrante deu exemplos de equipamentos antigos, como walkman, televisão portátil, etc, que foram utilizados pelas pessoas por muito tempo, para comparar com aplicativos e sites utilizados atualmente, de empresas como Facebook, Amazon, Uber, etc. Ele explicou que essas empresas de tecnologia são as maiores do mundo hoje, mesmo sem ter ativos. ‘’Uber é a maior empresa de táxis do mundo, sem ter nenhum automóvel. Amazon, não tem loja física’’.

‘’Qual era estamos atualmente? Era Digital. Tudo muda, não linear, conectado e multidisciplinar. Não existe linha de produção. Será que alguma dessas empresas podem deixar de existir? Sim, a velocidade é outra. Antigamente, as coisas demoravam. Hoje, um produto pode sair de linha rapidamente’’, disse Alex Leite.

Para o palestrante, o Facebook é um exemplo de empresa que está saindo de linha. ‘’O Mark Zuckberg  já percebeu isso, comprou o Instagram e Whatsapp e está posicionando o Facebook diferente, como algo de nicho’’.

Impacto no segmento de Turismo

‘’E o Turismo? Pode acontecer isso? As plataformas online – Airbnb, Expedia, Booking.com Tripadvisor – valem mais que redes hoteleiras, mesmo sem ativos’’, afirmou Alex Leite

Ele contou que ainda há outras plataformas online de hospedagens e compartilhamento, salientando que o custo para abrir um novo hotel é muito alto, enquanto que para iniciar um negócio online é muito baixo. ‘’Eles vão incomodar cada vez mais’’.

‘’Como competir com eles?’’, questionou Alex Leite. ‘’Também com tecnologia’’, afirmou o palestrante, que exemplificou com as vendas de turismo compartilhado, que através de realidade virtual ou aumentada, através de um óculos ou smartphone, por um custo de aproximadamente R$ 5 mil, consegue-se apresentar o hotel e proporcionar uma experiência diferenciada aos clientes. ‘’Isso teria um impacto diferente no cliente’’.

Alex Leite explicou que as tecnologias mais comuns atualmente e mais fáceis de implantar são realidade virtual (realizado por meio de um óculos), realidade aumentada (realizada por smartphone ou tablet, em que há uma projeção da imagem através da tela do equipamento), e a realidade mista.

O palestrante exemplificou com uma viagem sua a Israel, quando visitava Jerusalém, para exemplificar que mesmo em passeios em locais históricos e bem antigos há experiências com realidade virtual. Outros exemplos apontados por Alex Leite são: óculos para ajudar pessoas com deficiência visual viajarem e impressoras 3D, que podem personalizar ainda mais a experiência do cliente.

‘’As novas gerações de nativos digitais veem a tecnologia como normal e já crescem escolhendo o que quer assistir pela internet. Será que essas novas gerações irão se hospedar todos os anos no mesmo hotel? Temos que personalizar a experiência’’, afirmou Alex Leite.

Tecnologias que mudam o jogo

Alex Leite

Para o palestrante, há três tecnologias que mudarão mundo completamente nos próximos anos:

A Inteligência Artificial (AI), que são algoritmos e programações que simulam o pensamento humano. ‘’A inteligência artificial é uma ameaça aos vendedores?’’, provocou Alex Leite.

Ele apontou que a AI já ajuda na precificação e realiza outras tarefas de vendedores, como, buscar novos clientes, enviar e-mails, fazer ligações, realizar follow up, priorizar leads, pesquisar mais leads, agendar reuniões, realizar apresentações, etc.

‘‘Muita dessas funções podem ser substituídas, mas a profissão não vai acabar, pois tem o lado humano e emoção’’, disse ele, para depois pontuar que a nova geração terá o lado humano, emoção e também será nativo digital, então, esse será o vendedor do futuro.

Iot – Internet das Coisas, é um chip, um sensor, que se coloca em um monte de locais, e está conectado à internet passando informações. ‘’Como esses aplicativos vão impactar o turismo?’’, questionou o palestrante. ‘’Já há a mala inteligente, que já está à venda no mercado chinês. Carros com IoT, até chip em ser humano, pois pode-se rastrear idosos, por exemplo’’, exemplificou Alex Leite, que explicou que isso tudo personaliza mais a experiência.

Blockchain – é grande banco de dados, grande cartório, base de dados que não pode ser alterado. ‘’Com o Blockchain podemos comprar direto com o hotel, sem intermediário, se banco, sem cartão’’, exemplificou Alex Leite.

De acordo com ele, essas tecnologias ajudarão muito os pós-vendas e departamentos de relacionamento com clientes das empresas, pois os atendimentos serão mais rápidos, pois eliminarão processos, melhorando a experiência dos clientes.

‘’A tecnologia junto a experiência do cliente transforma o modelo de negócio’’, finalizou Alex Leite.

Acompanhe a programação do Top Seller Evento em nosso site e Instagram: https://www.instagram.com/turismo_compartilhado/?hl=pt-br

  • A Turismo Compartilhado cobre o Top Seller Event a convite da RCI Brasil.