José Roberto Nunes falou sobre o desenvolvimento do projeto de condomínio de chácaras, parque aquático e resort, e expansão e novos investimentos

Para apresentar o case de sucesso do complexo de chácaras Terra Santa, que é um mix de loteamento e lazer, o CEO da Planalto Invest, José Roberto Nunes, apresentou, durante o Complan 2019, como foi o desenvolvimento, as estratégias, as vendas, e os planos futuros para este empreendimento, que passou a se chamar Cidade do Lazer.

Organizado pela ADIT Brasil, o Complan é um seminário para debater e gerar negócios em segmentos de loteamentos, comunidades planejadas e desenvolvimento urbano, e acontece este ano nos dias 17 até 19, em Goiânia/GO.

Localizado no município de Trindade, há 35 minutos de Goiânia, o Terra Santa foi lançado há quatro anos como um condomínio de chácaras para segunda moradia e passou por inúmeras transformações, englobando o lazer, com o parque aquático Arca Parque e com a entrada do GR Group como sócio, para o lançamento do clube de férias e resort.

‘’Nosso desafio era muito grande, pois foi lançado bem em um momento de crise imobiliária, e pelo destino, Trindade, muito focado no turismo religiosos’’, contou José Roberto Nunes, que explicou que como master development tinha que partir de duas maneiras para desenvolver o projeto – ou já tem o terreno e formata o produto, ou desenha um produto específico para um público e procura o terreno. No caso do Terra Santa, a Planalto Invest desenvolveu o produto a partir do terreno.

O complexo Terra Santa consiste em seis condomínios de chácaras localizados em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia. Atualmente, é formado pelos condomínios Monte Sinai, Canaã, Monte Hermon, Galiléia, Monte Sião e o recém-lançado Monte das Oliveiras. Ao todo, são mais de 1.900 unidades em meio a mais de sete mil árvores já plantadas e três nascentes de água preservadas.

O primeiro condomínio lançado foi o Monte Sinai, em 2015. Desde então, todos os outros lançamentos também foram sucesso, com 100% dos terrenos vendidos. ‘’Após o sucesso dos primeiros lançamentos,  em 2016, fizemos um novo produto e mais um case de sucesso. E abrimos o parque aquático Arca Parque para receber esses compradores’’, contou o CEO da Planalto Invest.

‘’Como conseguimos realizar esse case de sucesso? Nós colocamos o cliente no centro do negócio, assim passamos entender as necessidades e problemas. O Terra Santa soluciona os problemas do cliente. O cliente não quer apenas chácara, assim propomos produtos que entregam essa solução. O primeiro passo foi a urbanização do condomínio de chácaras e depois lançamos o Arca Parque, para que ele tenha o lazer desde o momento que compra seu terreno’’, explicou José Roberto Nunes.

Novas parcerias e expansão

Para que o negócio continuasse em expansão, com uma nova formatação de produto, a Planalto Invest buscou sociedade com o GR Group, por ter a expertise em produtos de férias e lazer. ‘’A gente enxergou que o cliente busca as férias e lazer e entregamos um clube de férias, Terra Santa Vacation, em que o sócio também tem acesso a outros hotéis no pais’’.

E assim, a nova sociedade (Planalto Invest e GR Group) realizará os novos investimentos e expansões para o Arca Parque, primeiro com a atração Monte Divertido e depois, em 2022, a praia.  ‘’A cereja do bolo  será o Terra Santa Resort, um hotel temático, com tema de Jerusalém, que será comercializado no sistema de multipropriedade, com previsão de lançamento de vendas em 2020’’, disse José Roberto Nunes.

O CEO da Planalto Invest pontou os pontos críticos que a empresa realizou e que o master development deve levar em consideração para ter sucesso nesse tipo de negócio:

– âncora como polo de atração: ‘’temos o Arca Parque’’;

– o faseamento do projeto: ‘’o Terra Santa foi lançado em seis condomínios’’;

– o preço escalado: ‘’a cada etapa vamos aumentando os valores’’;

– parcerias estratégicas: ‘’é um negócio muito complexo, fechamos com o GR Group recentemente’’;

– operações inteligentes: ´´para entregar a melhor experiência aos clientes’’, finalizou o José Roberto Nunes.