Evento recebeu 800 mil pessoas, nos quais 58% eram turistas

Conhecida nacionalmente por ser capital country do país, a cidade de Barretos/SP organiza todo ano em agosto a Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, que este ano aconteceu de 15 a 25 de agosto, e movimentou aproximadamente R$ 900 milhões com o turismo. É o que mostra pesquisa inédita realizada pela Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo para mensurar o impacto econômico do evento no Estado. O público da festa neste ano foi de 800 mil pessoas. Deste total, 58% eram turistas. O cálculo não considera os participantes do evento que moram no município.

De acordo com o levantamento, o gasto médio dos turistas na cidade foi de R$ 2.345 em cinco dias de festa (tempo médio de permanência na cidade). Entre os principais gastos dos turistas em Barretos, os maiores foram com hospedagem, transporte, alimentação, compras e lazer. Os visitantes em sua maioria vieram de outras cidades do Estado de São Paulo (27,3%), outros Estados do Brasil (25%) e municípios do entorno de Barretos (5,4%).

“Essa pesquisa inicia uma série histórica importante para que possamos trabalhar melhor, não apenas a promoção da festa, mas do turismo como um todo – um setor que cresceu 7,7% no primeiro semestre deste ano em São Paulo, enquanto a economia do país anda de lado”, diz o Secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Vinicius Lummertz.

Os principais estados emissores de turistas para o município foram São Paulo (32,7%), Minas Gerais (13,6%), Paraná (2,5%), Rio de Janeiro (2%), Santa Catarina (2%) e Rio Grande do Sul (1,1%). Metade dos presentes (50,2%) já estiveram mais de cinco vezes na festa e 23,9% visitaram pela primeira vez.

Mais da metade dos visitantes optou por se hospedar (53,4%) na região, enquanto 46,6% foi em esquema de “bate-volta”. A maioria ficou hospedada em Barretos, mas 13,5% ficaram em cidades próximas (cerca de 33 mil pessoas), mostrando o impacto do evento em toda a região.

“Há uma importante cadeia produtiva que se beneficia do evento: são hotéis, pousadas, restaurantes, atrativos e outros estabelecimentos que recebem visitantes de toda parte, que aproveitam a Festa do Peão e movimentam a economia da região de forma expressiva”, afirma o Secretário.

A nota média dada pelos participantes ao evento foi 8,9, sendo que 62,7% deram nota 10. A grande maioria dos entrevistados disse que foi a Barretos apenas para a festa: cerca de 90%. Os 10% restantes buscaram outras atividades, movimentando diferentes serviços na região (casas noturnas, gastronomia, atrações turísticas e outros).

“Os resultados mostram o impacto positivo da festa não somente em Barretos, mas nas 20 cidades da região, além de São José do Rio Preto, que fica a quase 100 km, e Ribeirão Preto, do outro lado, também a mais de 100 km. Estamos falando de 200 km de distância entre uma cidade e outra, onde há impacto direto em serviços de hospedagem, hotelaria, gastronomia, entre outros”, disse o Prefeito de Barretos, Guilherme Ávila.

O estudo foi conduzido pela equipe da própria secretaria, que contratou a empresa P2A – Gestão em Informação para fazer a coleta dos dados. A pesquisa realizada com mais de 1.126 pessoas dentro do espaço do evento.

Fonte: Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo