Conversamos com os diretores Cássio Nardon e Cristiano Fiuza, da consultoria BRShare, especialista em time share (Vacation Club), multipropriedade (Fractional/Cotas Imobiliárias) e Parques Aquáticos, sobre o que consideram os segredos para manter uma consultoria perene junto a seus parceiros/clientes.


O que vocês consideram a chave desse sucesso da BRShare junto aos parceiros?
Nardon – Depois de anos de negociação com os mais diversos tipos de clientes, nossas equipes vêm desenvolvendo um valioso trabalho de análise, escolha e implantação de diferenciais competitivos, pois percebemos que alguns empreendedores começavam a ver esses serviços como commodities, muitas vezes nos convidando para entrar em um “leilão” de serviços, buscando apenas preço e não valor. Como nossa filosofia é muito clara, refutamos tais negócios, tentando mostrar ao cliente/parceiro que trabalhamos focados na solução de seus problemas, na busca de resolver o que é necessário, de maneira clara, direta e profissional.

Vocês teriam algum exemplo dessa cultura empresarial na prática?
Fiuza – Sim, um bom exemplo disso é nossa parceria com o CTC Travel, pertencente ao Hotel CTC, em Caldas Novas. Há mais de 7 anos iniciamos nosso trabalho e continuamos colhendo bons frutos dessa parceria de confiança. Nesse tempo foram apresentadas diversas ideias de negócios, os produtos evoluíram, iniciamos com produto de uma intercambiadora, depois migramos para a RCI, que afiliou o Hotel após um retrofit necessário e continuamos com novidades e crescimento nos indicadores.

Após tanto tempo o empreendedor não prefere tocar o negócio por conta própria?
Fiuza – Vários empreendedores entendem que somar e dividir é mais vantajoso. O grupo CTC entende que a expertise no negócio de uma consultoria e comercializadora focada nesse business é uma aliança vitoriosa. Profissionais com larga experiência de mercado, buscando sempre inovações, melhorias nos processos e na solução dos problemas, acompanhando de perto o projeto (BI – Business Intelligence), sugerindo, testando, implantando e gerindo novos produtos, buscando eficiência e aprendizado contínuo, que resultou na formação de uma equipe comercial de ponta no projeto.

Qual o perfil do profissional que a BRShare busca?
Nardon – Buscamos quem quer ser o destaque da equipe “pequena”, ao invés de ser o reserva da equipe “grande”. Para exemplificar, há menos de um ano, trouxemos nosso Gerente Geral de Projetos, Thiago Martins, que possui uma experiência de mais de uma década à frente de equipes de alta performance no maior projeto de Vacation Club do país. Com autonomia e muita força de vontade, o executivo implantou uma gestão profissional e absorveu rapidamente a cultura da BRShare, refletindo em resultados nunca antes obtidos pelo CTC Travel em Caldas Novas (sala in house) e Brasília (off site).

A BRShare tem feito muitos serviços de consultoria iniciais, análise mercadológica e viabilidade, criação de produtos etc. Qual a finalidade desses estudos?
Nardon – Criamos alguns produtos de consultoria inicial, observando a demanda de nossos clientes e parceiros. São serviços pontuais que atendem os empreendedores que se interessam por entrar no negócio de multipropriedade.
Fiuza – Acabamos de lançar alguns combos de serviços, que atendem às expectativas destes empreendedores e auxiliam na construção do master plan e busca por investidores. Além disso, um grande BÔNUS é que os honorários gastos nesses estudos serão descontados numa futura contratação para comercialização. Os estudos acabam não tendo custo para o parceiro, isso tem atraído muitos empreendedores no início de seus projetos.

Lançamento de parque aquático em Caldas Novas

Voltando ao CTC Travel, depois de mais de 7 anos, quais as novidades que estão por vir?
Nardon – Após contribuirmos para todo o retrofit hoteleiro, agora iremos lançar um novo parque aquático, transformar o atual Metropolitan Park, trazendo equipamentos e atrações de qualidade para todas as idades. Ouvimos nossos clientes e suas demandas se transformaram num grande projeto de revitalização, com implantação de praia termal com ondas, rio lento, toboáguas radicais, espaço baby e infantil – com brinquedos para a família, novos espaços gastronômicos etc.
Fiuza – Nossa localização privilegiada, aliada às novas atrações, levarão o Metropolitan Park ao grupo de elite de parques nacionais, aproveitando nossos quatro poços termais e atraindo uma fatia de novos hóspedes e day users.

O crescimento da BRShare junto a parques aquáticos e temáticos é evidente, essa estratégia deve continuar nos próximos anos?
Nardon – Sim, continuamos investindo nesse braço empresarial, com especialistas e equipes focadas na implantação, comercialização de títulos e passaportes e gestão de parques.
Fiuza – Lembrando que os parques têm se mostrado uma ferramenta de grande valor para a atração de prospects para os projetos de vacation club e multipropriedade. A maioria de nossos clientes tem projetos conjuntos: parque e multipropriedade.

Please follow and like us: