Os principais desafios em gerenciar uma sala de vendas de produtos de tempo compartilhado foram debatidos no painel “Quais são dos desafios da gestão de sala de vendas no dia a dia dos projetos?’’, no ADIT Share 2016, organizado pela ADIT Brasil, no dia 05/09, em Maceió/AL, com participação de Marco Vargas, da New Time – Frações Imobiliárias e Vacation Club, Takedgy Amano, do ILOA Resort, Bruna Apolinário, do Rio Quente Resorts, Carla Gomes, do Grupo Di Roma, Alessandra Ossuna, da TC Brasil, e a moderação foi de Noele Rodrigues, do Royal Palm Hotéis e Resorts.

 

 

Treinamento em baixa temporada

Para o diretor da New Time, Marco Vargas, o gerente de sala é o responsável pelo treinamento dos consultores. E essa capacitação deve ser constante, em baixas temporadas ou quando não há clientes assistindo as apresentações. “Os consultores passam muito tempo ociosos’’, afirmou Vargas.  Além de desenvolver os treinamentos, cabe ao gerente criar os argumentos para as objeções às vendas que os potenciais clientes possam ter e ensinar os consultores.  “ É um desafio para o gerente criar argumentos para objeções’’, disse. “Eu passo muito tempo fazendo vídeos para consultores’’.

 

 

Plano de carreira

O gerente de marketing e vendas do ILOA Vacation Club, Takedgy Amano, acredita que o gerente de sala deve motivar e treinar os consultores. “ Temos concientizar os consultores sobre a importância do treinamento e o que eles vão alcançar com isso’’, afirmou Amano. “O timeshare tem um plano de carreira, a maioria dos gerentes de hoje começaram como consultores’’.

 

 

Entender o negócio

A gerente nacional de vendas do Rio Quente Vacation Club, Bruna Apolinário, contou que hoje no RQVC há muito incentivo ao estudo, treinamentos e capacitações. “A pessoa precisa entender o negócio e querer se desenvolver’’, afirmou Bruna. “É importante que eles entendam que a venda tem um custo alto, o time tem que estar engajado nos números também’’.

 

 

RH dos hotéis

A gerente de projetos da consultoria em tempo compartilhado TC Brasil, Alessandra Ossuna, comentou sobre a maior dificuldade que ela encontra nos projetos: o RH dos hotéis não entende o que é tempo compartilhado e como trabalham os consultores desse negócio. “O RH deve participar e entender o que o consultor faz e os horários ’’, afirmou. “Isso iria ajudar na contratação, para saber qual o perfil desse colaborador para o timeshare’’.

 

 

Timeshare como profissão

De acordo com a gerente de sala de vendas do Di Roma Vacation Club, Carla Gomes, o treinamento e a motivação são os maiores desafios para o gerente de sala. “Essas pessoas vão trazer números para a empresa’’, disse. “Por isso investir muito em treinamento’’.  Para Carla, o timeshare deve ser tratado como uma profissão e não algo temporário.

.

 

  • A Revista Turismo Compartilhado cobriu o ADIT Share 2016 a convite da ADIT Brasil